banner180x90

O Natal Olivetti

Em dezembro de 1978 o maestro Rogério Duprat um dos gurus do movimento Tropicália, celebrizado pelos seus arranjos realizados para Caetano Veloso, Gilberto Gil, Nara Leão, Os Mutantes, Gal Costa… adentrou no estúdio Vice e Versa de sua propriedade e então acoplou o som de uma máquina de escrever ao de um vibrafone. Duprat deve ter se lembrado, ao fazer uso desse inusitado recurso de produção, de suas experiências com o também maestro Damiano Cozella, 1963, quando usou um computador IBM 1620 para obter efeitos especiais, tidos como precursores da música eletrônica. O certo é que Duprat, cumprindo o roteiro traçado por Washington Olivetto e Francesc Petit da DPZ, resolveu com maestria a adequação do som do teclado da máquina de escrever Olivetti, modelo Littera 35, à musica “Noite Feliz”, ícone fonográfico do natal em todo o mundo, lendária criação dos austríacos Joseph Mohr e Franz Gruber , estrelada em 25 de dezembro de 1818.

O filme de 30 segundos se desenrola num cenário fechado, fundo vermelho, o produto em close, cada nota da música correspondendo a uma letra da mensagem comercial e a uma tecla que bate; tudo em perfeita sintonia. Produção da ABA Filmes com direção de Andrés Bukowinsky. O filme chama a atenção pela simplicidade e consegue de fato expressar o clima de festas de fim de ano. Na época obteve uma medalha de prata no Anuário do Clube de Criação de São Paulo.

Autor: Nelson Cadena

Assista ao vídeo:

Add Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *